Os colaboradores do Hospital Estadual de Pirenópolis Ernestina Lopes Jaime (HEELJ) receberam uma visita ilustre na última sexta-feira. Convidado pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (CIPA), o ator e transformista Marques Matos realizou uma visita lúdica vestido de personagem inspirado em Carmem Miranda. O objetivo era o de alertar aos funcionários sobre os perigos do uso de adornos em ambiente hospitalar.

Segundo o presidente da CIPA, Marco Aurélio Leite, a ideia para a Parada Carmem Miranda surgiu como uma brincadeira, mas o assunto é sério. “Estamos falando sobre prevenção. Esses objetos não devem ser usados no ambiente hospitalar porque facilitam o acúmulo de microrganismos”, ressaltou. Entre os adornos que devem ser evitados estão anéis, aliança, relógio, pulseiras, brincos, piercings, presilhas de cabelo e outros objeto que facilitam o risco de acidentes.

Prevenção e segurança

Como explica a coordenadora do Controle de Infecção do HEELJ, Michele Cristina Jaime, a desinfecção dos adornos é minuciosa e detalhada. “A proteção é para os nossos colaboradores, porque sabemos que com o dia a dia eles podem acabar esquecendo sobre a importância da prevenção. Esse tipo de evento serve para promover a segurança no ambiente hospitalar”, afirmou Michele.

Além do uso e descarte correto dos equipamentos de Proteção Individual (EPI) como máscaras, capote, toca e óculos; recentemente a Unidade também recebeu ações para alertar quanto a correta higienização das mãos.

Ajustar fonte