A hanseníase ou lepra, como muitas vezes é conhecida, é uma doença crônica e infectocontagiosa. Ela é causada por um bacilo, o Mycobacterium leprae, que costuma passar anos no organismo até ser detectado. É preciso um longo período de exposição a alguém diagnosticado com a doença e só uma pequena parcela infectada realmente adoece.

Problema de saúde pública

Ela agride principalmente pele e nervos periféricos, podendo gerar sérias incapacidades físicas. A lepra é um problema de saúde pública e por isso é uma doença de notificação compulsória. Casos diagnosticados devem ser comunicados através da ficha de notificação e investigação do Sistema de Informação de Agravos de Notificação.

Em todo o mundo, o tratamento é oferecido gratuitamente a fim de erradicar a doença. O Brasil possui hoje o segundo maior número de casos de hanseníase: são mais de 15 casos por 100 mil habitantes. Os estados com maior número deles são o Mato Grosso, Pará, Maranhão, Tocantins, Rondônia e Goiás.

Sintomas e tratamento

Os sintomas mais comuns são: manchas ou bolhas avermelhadas pelo corpo; sensação de formigamento e perda da sensibilidade; dores nas articulações, no pé ou nos olhos; sensação de choque dos nervos; perda de peso e dificuldade para levantar os pés.

O tratamento da doença pode ser afeito através do Sistema Único de Saúde (SUS). O medicamento depende da variação da doença, eles fazem parte do tratamento e são recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

 

Ajustar fonte