Na última sexta-feira os profissionais de saúde de Pirenópolis e colaboradores do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ) participaram da Campanha de Treinamento Qualificação e Capacitação do Profissional para atendimento do Coronavírus.

Uma equipe de profissionais da Faculdade Adam Zaim de Medicina e Educação (FAZMED) veio à cidade para preparar os colaboradores. O treinamento foi realizado em duas vertentes; prevenção para que não haja contaminação e garantia da segurança do paciente.

Segurança na linha de frente

Segundo Ademir Mazzucco, enfermeiro intervencionista, intensivista e instrutor da FAZMed, a maioria das pessoas nunca tinha vivido uma experiência de uma pandemia. Por isso, segundo ele, pode ser uma experiência assustadora para os profissionais de saúde se eles não tiverem o apoio necessário. “O que buscamos com essa campanha é deixar o profissional de saúde, aquele que está na linha de frente, muito seguro no enfrentamento. Ele precisa saber o que está fazendo e sempre se prevenindo, com calma e discernimento”, pontuou o instrutor.

A oficina trouxe a reflexão da segurança do paciente principalmente no manejo da mobilidade dele intra hospitalar; padrões do protocolo de mobilidade do paciente com ênfase no enfrentamento ao COVID, como a hora de levar na cadeira de rodas, como deve ser a abordagem, a melhor posição no momento do procedimento e a melhor estratégia quando for trabalhar com o paciente na maca.

“Apesar de estarmos focados na segurança do paciente, identificando da forma correta, precisamos reforçar o uso de protocolos de segurança e tudo o que pode ser feito na hora de transferir o paciente para minimizar o risco de contaminação do profissional. É um fato, se é seguro para o paciente, é seguro para o profissional e vice-versa”,  reforçou Mazzucco.

Campanha com teoria e simulação realística

De acordo com o médico radiologista e instrutor da FAZMed, Dr. Pedro Miranda, a ideia é unir os conhecimentos teóricos e a simulação realística.  “O principal objetivo dessa campanha, além de ter uma função técnica e de capacitar o profissional com segurança, é também de promover a função social e emocional de cada colaborador; no sentido de garantir que este profissional esteja preparado para trabalhar na linha de frente  e assim conseguir informar a população o que é correto”, reforçou.

Os colaboradores do HEELJ participaram ativamente da capacitação fazendo perguntas e tirando dúvidas. Esse é o caso do médico cirurgião Dr André Messias Alencar. Ele conseguiu esclarecer questões em relação a procedimentos que devem ser feitas com pacientes suspeitos ou confirmados de COVID. Outro ponto ressaltado pelo médico cirurgião foi sobre as ações que devem ser feitas em casa, como a higienização correta das mãos..

“Foi um treinamento muito eficiente com aulas teóricas e práticas. Pudemos colocar a “mão da massa”, entender como devem ser usados os EPIs, além dos cuidados com as fake news. Acredito que o treinamento vai melhorar muito o atendimento da nossa equipe de saúde aqui em Pirenópolis”, afirmou Dr André.

Ajustar fonte