Rinite, asma, garganta seca, dor de cabeça, irritação nos olhos e nariz. Esses são alguns sintomas que surgem causados pelo tempo seco. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) foi registrado 5% de umidade em Goiás na última semana. Sendo esse o menor percentual do ano em todo país. Isso gerou um alerta vermelho sobre os cuidados a serem tomados com a saúde nessa época do ano.

Tempo seco pode gerar desidratação e até pneumonia

Segundo o pneumologista Adriano Lana Pereira, a probabilidade de o tempo seco provocar sintomas de diversas doenças, em especial as respiratórias, é grande. “Nós somos basicamente água. Se mais da metade do nosso corpo é composto por água, caso falte esse líquido, todo nosso organismo não funciona bem”, explica o médico.

A principal consequência da umidade relativa do ar baixa é a desidratação. Ela causa uma série de problemas, como dores de cabeça, cálculo renal, aumento de dermatites, rinite, sinusite e podendo ocasionar até pneumonia. “Lembrando que a consequência direta de uma infecção em que se retarda o tratamento pode se tornar generalizada”, adverte o pneumologista.

Como amenizar as consequências do tempo seco

  • Consuma muito líquido: cerca de dois litros por dia. Também é importante ingerir sucos naturais, frutas suculentas e água de coco;
  • Evite ficar muito tempo exposto ao sol: evite o sol entre 10h e 16h;
  • Mantenha o clima agradável: utilize umidificadores de ar, toalhas molhadas e bacias com água para aumentar a umidade do ambiente. Evite ar-condicionado, eles ressecam o ambiente;
  • Escolha o melhor horário para se exercitar: pratique exercícios físicos no início da manhã ou no final do dia;
  • Deixe a casa sempre limpa e arejada: o acúmulo de poeira aumenta problemas alérgicos e respiratórios.
Ajustar fonte