Segundo dados do Ministério da Saúde, o Goiás é o estado com o maior número de casos de dengue registrado no País. A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informou que apenas em 2019 foram notificados 33 mil casos.

 

Um alerta para população de Pirenópolis sobre o número crescente de casos de dengue na cidade. Somente em janeiro foram registradas 58 ocorrências da doença, contra 12 casos no mesmo período do ano passado.

 

Calor e chuva

 

Durante o verão, é comum que aconteçam mais infestações da dengue. Isso por conta da combinação de altas temperaturas com grandes pancadas de chuva que ajuda na proliferação do mosquito transmissor da doença.

 

O mosquito Aedes Aegypti procura sempre por locais quente e úmidos para depositar seus ovos. Portanto, é preciso evitar o acúmulo de água parada, pois isso facilita o surgimento de novos criadouros.

 

O perigo mora em casa

 

Estima-se que 90% dos focos de mosquitos sejam domésticos. Com isso, evite qualquer local que possa juntar água parada, pois ele é foco do mosquito Aedes Aegypti.

 

Coloque areia no prato das plantas ou troque a água uma vez por semana. Mantenha a caixa d’água tampada, deixe garrafas pets e baldes com a boca para baixo. Pneus velhos devem ser guardados em local coberto, evite acumular entulhos e elimine tudo que possa acumular água.

 

Portanto, a melhor maneira de combater a dengue é se prevenir ao longo do ano com pequenos cuidados que podem evitar as consequências trazidas por essa doença.

Ajustar fonte