Hoje, mais do que nunca, a prevenção está nas mãos de cada um! Pensando nisso e em referência ao Dia Mundial da Higienização das Mãos, o Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ), em Pirenópolis, desenvolveu uma ação em todos os setores da Unidade. Foram distribuídos frascos de álcool, frases de incentivo e esclarecimentos sobre a prática de higienização das mãos.

A ação foi desenvolvida pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) em parceria com a Humanização do Hospital. Além da apresentação da técnica correta foram reforçados e revisados os passos elaborados a partir de estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS) onde o profissional tem cinco momentos cruciais para fazer a higienização.

Humanização, higienização e prevenção começa com as mãos

De acordo com Luana Costa, enfermeira e coordenadora da CCIH, a ação possibilitou que as informações chegassem para todos os colaboradores. “Atingimos uma taxa de adesão dos colaboradores para as práticas de higiene bastante satisfatória. Então, ressaltamos a importância de manter a equipe sensibilizada quanto a essa prática que salva vidas”, ressaltou Luana.

Foi feita a revisão da prática correta da higienização das mãos, através da demonstração com o enfermeiro Hugo Acioli, do Serviço de Controle de Infecção Relacionada à Assistência e Saúde (SCIRAS) do HEELJ. “Utilizamos o álcool em gel mas pode ser feita com água e sabão. Foi um momento dinâmico e participativo”, disse Hugo. 

Com intuito de envolver os servidores, colaboradores e parceiros do Hospital, a Diretora da Humanização, Gisela Jayme, reforçou que o papel da humanização do HEELJ é promover a interação entre os setores dentro da Unidade, buscando uma comunicação respeitosa. “Estamos sempre em contato com os colaboradores, pacientes, com a comunidade, para levarmos informação de forma humanizada”, pontuou Gisela.

Ajustar fonte