De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável no planeta. Estima-se que cerca de 200 mil pessoas morrem em decorrência do fumo todos os anos no Brasil.

Essa data foi criada para conscientizar e mobilizar a população sobre os riscos decorrentes do uso do cigarro, incentivando aqueles que pretendem parar com o vício a tomar essa decisão mais rápido.

Problemas gerados pelo tabagismo

O cigarro, assim como outros derivados do tabaco, não possui uma quantidade segura de consumo. Somente na fumaça desse produto encontramos mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas.

O tabagismo pode desencadear cerca de cinquenta problemas de saúde, dentre os quais, destacam-se: infarto do miocárdio, enfisema pulmonar, derrame, câncer de pulmão, traqueia, laringe e brônquio; impotência sexual no homem, infertilidade da mulher, hipertensão e diabetes.

As pessoas que não fumam diretamente também correm sérios perigos. Os chamados fumantes passivos possuem risco aumentado de desenvolver câncer de pulmão e doenças cardiovasculares e respiratórias, como a asma e pneumonia.

Como parar de fumar

O primeiro dia sem cigarros pode ser difícil, mas é preciso persistir. Com o tempo o seu corpo irá se acostumar e aos poucos você sentirá os benefícios de largar o fumo.

Aqui estão cinco passos que podem te ajudar neste dia e te dar confiança para continuar:

  • Faça um plano para parar e estabeleça metas;
  • Mantenha-se ocupado e procure uma atividade ou um hobby para distraí-lo quando der vontade de fumar;
  • Evite gatilhos, pessoas, lugares e situações que provocam em você o desejo de fumar;
  • Permaneça positivo: tente não pensar em desistir como se fosse para sempre, pense somente na próxima hora, somente em hoje. Foque no dia de hoje e os dias irão se acumulando;
  • Peça ajuda: para aqueles que pretendem parar de fumar, o Sistema Único de Saúde (SUS) garante tratamento gratuito, disponibilizando medicamentos, além de fornecer acompanhamento profissional.
Ajustar fonte