O Dia do Médico foi lembrado durante Santa Missa realizada pelo Padre Wellington Gonçalves Pereira na sala de reunião do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ), em Pirenópolis. Na Celebração Eucarística, o sacerdote abordou a importância desse ofício, com base no Evangelho do Dia e na vida de São Lucas, padroeiro daqueles que passam a vida na busca de salvar as outras vidas.

“São Lucas foi apostolo e médico, é o protetor de todos os médicos. Nós participamos aqui da capelania, que esse ano, entra no terceiro ano consecutivo. Trouxemos para a Unidade a imagem do padroeiro. Pedimos com muito afinco por todos os médicos e profissionais da saúde”, afirmou o Padre.

De acordo com o Dr. Emílio de Carvalho, clínico geral, médico desde 1995 e o mais antigo no quadro do HEELJ, o momento é de agradecimento. “Com a entrada do Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), houve bastante melhorias, nas condições de trabalho. Conseguimos aumentar a demanda de atendimentos e realizar cirurgias. É gratificante exercer a função de médico”, disse Dr. Emílio.

Capelania

Conhecido como capelania hospitalar, é comum que grupos de diversas religiões promovam ações de trabalho voluntário para amparar e acolher pacientes hospitalizados e familiares através de apoio espiritual.

Segundo Edinalva Francisca Pereira, assistente social do HEELJ, a capelania hospitalar acontece no HEELJ desde 2015 com o Padre Wellington. “O principal objetivo dessa ação é respeitar a fé das pessoas que recebem tratamento na Unidade. Buscamos estabelecer sentimentos de paz e serenidade. O momento é para facilitar o encontro do paciente consigo mesmo. A capelania faz parte do processo de humanização do HEELJ”, reforçou Edinalva.

Saiba mais:

Ajustar fonte