No Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ), em Pirenópolis, a psicóloga Thayana Conrado realizou um momento de ludoterapia. Este é o nome dado ao tratamento que se vale de jogos e diversão para crianças internadas. A iniciativa busca reduzir o estresse e a ansiedade gerados pelo ambiente hospitalar, melhorando o quadro clínico do paciente.

Thayana afirma que a criança está em um ambiente hospitalar, fechada, submetida a procedimentos invasivos. “Muitas vezes são duas enfermeiras para segurar, para colocar pulsão. A ansiedade, o stress, isso dificulta o processo de saúde”, explicou.

Segundo ela, o objetivo é possibilitar momentos para a criança expressar os sentimentos, frustrações, medos e para os pequenos aceitarem a hospitalização. “Promover a aceitação do espaço, compreender melhor o processo e propor um acolhimento da criança é fundamental. Até porque, a quantidade de corticoide que é liberada no momento que elas ficam nervosas e com medo é prejudicial para o sistema imunológico”, afirmou Thayana.

Ajustar fonte