Para reforçar o controle de infecção do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ), a Unidade realizou novo treinamento com a equipe de higienização do Hospital. Foram dadas orientações sobre as técnicas de higienização hospitalar, os tipos de produto que devem ser usados e os protocolos institucionais preconizados pelo Serviço de Controle de Infecção (SCIRAS).

Para atender a todos os colaboradores de diferentes plantões, as equipes foram divididas em dois dias diferentes. Classificação das áreas hospitalares (não crítica, semicrítica e crítica), aplicação e o procedimento apropriado para cada ambiente e respectivo produto foram alguns dos temas abordados.

Reciclando conhecimentos

Segundo o palestrante, o enfermeiro Hugo Acioli, representante da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), pelo menos duas vezes ao ano é feito uma reciclagem para quem já está na Unidade e são ministrados novos treinamento para os novos colaboradores. As orientações reforçaram a importância que a equipe de higienização tem, já que a limpeza é realizada diariamente em todas os ambientes do Hospital.

“O objetivo é promover continuamente a limpeza e desinfecção de superfícies e o treinamento das equipes que realizam esse trabalho. Do mesmo modo, é extremamente necessário que os profissionais tenham uma instrução adequada para atuar corretamente, do ponto de vista do controle de infecção”, afirmou o enfermeiro.

Outro ponto importante é o uso correto dos Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs), fortalecendo as regras que garantem a segurança do colaborador. “As equipes trabalham todo tempo manejando produtos químicos. Então, precisam se proteger, por isso o uso das botas, máscaras e luvas para cada tipo de desinfecção”, esclareceu Hugo.

Para a colaboradora recém contratada e a auxiliar de limpeza Helen Cristina da Rocha Ribeiro este tipo de treinamento fortalece a segurança no trabalho. “Um dia antes do treinamento eu acabei fazendo procedimentos de uma forma errada. Não usei o produto correto. Agora aprendi e entendi, me sinto mais preparada e segura”, pontuou Helen.

Ajustar fonte