Janeiro Branco é o nome da Campanha de prevenção e conscientização sobre distúrbios mentais. A vida moderna é um dos motivos que podem gerar transtornos e patologias da mente. A falta de tempo, a responsabilidade profissional, as incertezas financeiras, o trânsito e o barulho das cidades, a falta de segurança e a instabilidade econômica são fatores que podem desencadear problemas de ordem psíquica.

Foi pensando nisso que o Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ) aderiu à campanha Janeiro Branco, como forma de alertar a comunidade hospitalar sobre esse tipo de risco. Nesta sexta-feira, dia 26, a partir das 10h30, o psicólogo Marco Aurélio Mesquita vai falar sobre a importância de manter hábitos saudáveis na busca de um equilíbrio mental.

O encontro vai contar ainda com o depoimento de uma vítima de depressão, que vai abordar as causas, as dificuldades e de como foi a luta para se curar da doença. A atividade terá ainda dinâmicas de corpo e integração teatral. “Nosso objetivo é promover uma integração entre corpo e mente, o caminho mais seguro para uma saúde completa”, destaca Mesquita.

Performance e prevenção

À tarde será a vez de apresentar um trabalho performático com foco na prevenção e conscientização sobre uso de adornos e EPI’s. Na ocasião, um performista vai percorrer toda a unidade hospitalar e conversar com usuários e colaboradores sobre o perigo de uso de adornos em um ambiente hospitalar.

O porte de colares, brincos, pulseiras e demais acessórios aumenta o risco de infecção e deve ser evitado. Ele também falará da importância do uso dos Equipamentos de Proteção Individuais (EPI’s), fundamentais para a manutenção da saúde de quem trabalha em um Hospital e em vários outros tipos de atividades profissionais.

Ajustar fonte