O primeiro mês do ano do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ), em Pirenópolis, foi marcado pela campanha Janeiro Branco, que tem como principal objetivo discutir a saúde mental. Do dia 20 ao 24 de janeiro, na recepção, a humanização do HEELJ promoveu palestras abordando temas como depressão, ansiedade, suicídio e alcoolismo. Houve também uma palestra específica para as professoras e diretora da Escola Municipal Tia Olívia.

Para a psicóloga do HEELJ, Talissa Rodrigues de Pina, reforçou que além do ciclo de palestras, a Unidade dispõe de serviços de psicologia e psiquiatria para que a população tenha acesso ao tratamento. “Através das palestras, informamos aos pacientes sobre os cuidados e os profissionais que temos disponíveis para a melhora da saúde mental”, alertou Talissa.

Segundo a paciente Juliana Costa, esteticista, com a palestra ela aprendeu o que significa o Janeiro Branco e a importância de falar de temas como alcoolismo e o uso de drogas. “O palestrante conseguiu passar de uma forma clara e simples como funciona o processo do vício, iniciado na adolescência e as consequências na fase adulta e na velhice”, ressaltou a paciente.

O responsável pela psiquiatria da Unidade, Dr. Jairo Belém, que participou ativamente da palestra, acredita que o momento foi uma oportunidade de bater um papo com as pessoas que estavam aguardando atendimento e com os colaboradores do HEELJ. “O tema abordado foi alcoolismo e vício das drogas, esclareci sobre como o álcool prejudica o desenvolvimento mental e cerebral. Desmitificar, mostrar para as pessoas que é imprescindível a proibição de álcool e drogas antes dos 18 anos”, afirmou Dr. Jairo.

Janeiro Branco na Escola Municipal

Para reforçar a ação, foi levado até a Escola Municipal Tia Olívia, a presença do psiquiatra Dr. Jairo Belém para uma apresentação do Janeiro Branco para diretora e professoras. O tema explorado foi referente ao estresse do dia a dia. “Tivemos a oportunidade de passar conhecimentos e o sentimento de felicidade que receber o reconhecimento, sendo útil e levando possibilidade de ter uma vida melhor”, declarou o psiquiatra. 

Para a diretora da escola, Larissa Emanuele de Oliveira Abreu, a palestra ensinou muito. “Trouxe uma bagagem enorme, no sentido de estarmos melhor preparadas, para conseguirmos passar para as crianças e para as nossas vidas. Isso favorece a educação e o dia a dia em nossas casas”, declarou a diretora.

Ajustar fonte