A Comissão de Ética de Enfermagem (CEE) do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HELLJ) foi empossada na última sexta-feira. Os novos empossados serão responsáveis pelo acompanhamento de todos os processos que envolvem os profissionais da Área da Enfermagem no Hospital, principalmente os ligados a ética e ao exercício legal da categoria. Segundo a enfermeira Eva Cristina da Silva, presidente do CEE, o foco é fortalecer a classe. “É importante que a Unidade tenha um Comitê de Ética. Podemos julgar os fatos que muitas vezes nem é necessário levar o problema ao COREN (Conselho Regional de Enfermagem)”, explicou.

Ainda segundo a colaboradora Eva, a meta da nova Comissão, é a partir do respeito aos protocolos e com a melhoria do diálogo, resolver as questões relacionadas ao corpo de Enfermagem dentro do próprio HEELJ. “Isto fortalecerá a equipe, agregará e ajudará ainda mais o nosso corpo interno. Observaremos ainda mais a qualidade do trabalho e as condições de trabalho”, resumiu Eva.

Capacitação

A equipe de Enfermagem do HEELJ que é composta de supervisores, enfermeiros assistências e técnicos, passaram por uma capacitação sobre gerenciamento e como lidar com o outro. “Quando o supervisor está bem capacitado, ele tem condição de passar aos outros e assim reflete no atendimento ao paciente”, disse Eva.

No HELLJ, o foco principal do atendimento prestado é a humanização. “Usamos um questionário e o paciente o responde todas as vezes que recebe alta. Com isso, ao final do mês, os colaboradores elogiados são parabenizados tanto pessoalmente como em mural da Unidade. É uma forma de valorizarmos o profissional, independentemente da função”, pontuou a enfermeira.

Acreditação

O Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ) é certificado pela ONA –(Organização Nacional de Acreditação) no Nível I, em segurança do paciente. Isso significa que a qualidade dos serviços do HEELJ está de acordo com a metodologia reconhecida pela ISQua, International Society for Quality in Health Care; uma associação parceira da Organização Mundial de Saúde (OMS).

O Hospital é o primeiro da rede pública estadual a receber o certificado fora da Zona Metropolitana de Goiânia, o que atesta o preparo e o comprometimento de seus colaboradores em reduzir ao mínimo as possibilidades de erros nos processos de atendimentos. A formação da Comissão de Ética de Enfermagem é mais uma das iniciativas realizadas pelo Hospital para garantir o cumprimento dos protocolos que visam um atendimento mais seguro e humanizado.

Ajustar fonte