O Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ), através de seus profissionais especializados, realizou uma palestra abordando a prevenção ao câncer de mama e colo uterino. A ação aconteceu em dois momentos, pela manhã e tarde, na Recepção da Unidade.

O Outubro Rosa é uma data celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença, proporcionar mais acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade feminina.

Sinais e sintomas

Durante a palestra foi citado os possíveis sinais e sintomas, como nódulos únicos e endurecidos, secreção, vermelhidão em volta do seio e dores nos mamilos.  De acordo com a enfermeira do HEELJ Eva Cristina a palestra focou nos cuidados que as mulheres precisam ter. “A mulher precisa se cuidar. Caso apresente qualquer dos sintomas citados, a recomendação é procurar uma Unidade de saúde”, pontuou a enfermeira.

Segundo a recepcionista da Unidade, Regilaine da Silva, esse tipo de momento é de suma importância tanto para a comunidade quanto para os colaboradores. Para ela, o momento foi alegre e esclarecedor para todos da equipe. “Os pacientes que estavam na recepção ficaram satisfeitos com as informações. A palestra falou sobre as maneiras de prevenção, quais cuidados precisam ser tomados. O que chamou atenção foi a interação e curiosidades dos homens”, ressaltou a recepcionista.

O morador de Pirenópolis Frederico Bueno Soares, que estava acompanhando um amigo ao Hospital, disse que alertará a esposa sobre o que aprendeu. “O HEELJ está de parabéns. É importante falar desse tipo de assunto. Deve ter sempre! Agora entendo a seriedade de descobrir o quanto antes”, pontuou Frederico.

Dicas de prevenção

O aparecimento das anormalidades pode ocorrer de forma isolada ou simultânea. É importante lembrar que esses sinais nem sempre indicam a presença de um câncer, sendo necessário consultar um médico para ter o diagnóstico correto.

Eva Cristina reforça a importância do autoexame, principalmente para as mulheres com mais de 40 anos. A partir dessa idade, também é importante realizar a mamografia uma vez ao ano. “O câncer, quando detectado precocemente, tem 90% de chance de cura, com um tratamento bem menos agressivo”, afirmou Eva.

Saiba mais:

Ajustar fonte