A vacina é a forma mais segura e eficaz de prevenção contra as doenças infectocontagiosas, assim como no caso da pandemia causada pelo coronavírus. Com o objetivo de iniciar o combate à COVID-19, profissionais da saúde do Hospital Estadual de Pirenópolis Ernestina Lopes Jaime (HEELJ), receberam nos dias 22 e 25 de janeiro a primeira dose da vacina contra o coronavírus.

Ao todo, aproximadamente 200 doses foram disponibilizadas para os colaboradores do HEELJ, referente a campanha de vacinação que está sendo realizada com o apoio do Núcleo de Vigilância Epidemiológica. Nessa primeira etapa foram imunizados os profissionais da saúde das áreas de emergência e unidades de internação de pacientes com COVID-19.

Primeira profissional da unidade a ser imunizada contra a Covid-19, a assistente de nutrição Maria Divina de Sá, diz que foi um momento extremamente gratificante. “Me senti emocionada, respeitada e prestigiada nesse momento. Essa será uma das datas mais marcantes em noves anos que trabalho aqui”, comentou a colaboradora.

Para a coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Luana Costa, a imunização representa um mecanismo de proteção tanto individual, quanto coletiva. “É notória que essa campanha tem renovado as esperanças dos profissionais de saúde da linha de frente, assim aumenta a esperança de dias melhores”, ressaltou a gestora.

Luana lembra ainda que a chegada da vacina para esses profissionais e demais pessoas destinadas a recebê-la, é um grande passo na luta contra o coronavírus, mas também é importante entender que a pandemia ainda não acabou. Assim, é necessário que todos continuem com as medidas de segurança sanitária como distanciamento social, uso de máscaras e lavagem das mãos até que a maioria da população possa ser imunizada.

Estavam presentes neste início de imunização dos profissionais do HEELJ, a diretora geral da unidade, Jaqueline Vieira de Almeida, os colaboradores do Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar Luana Costa, Hugo Aciole e Lara Lívia Reis e o gerente de enfermagem, Jefte de Sena. E ainda, duas representantes da Secretaria de Saúde do Estado de Goiás (SES-GO), Hiumara Luz Goulão e Ana Mota.

Ajustar fonte