O Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ), em Pirenópolis, promoveu no último dia 7 uma capacitação para as equipes assistencial e multidisciplinar sobre Registro Seguro. O objetivo foi melhorar a qualidade dos registros de prontuários na Unidade. Ao todo, 24 colaboradores participaram da qualificação. A organização do evento ficou a cargo do Setor de Qualidade do HEELJ que convidou a consultora Judith Melo da Aleph para ministrar o treinamento sobre o tema.

As escolhas das equipes levaram em consideração a atuação de cada uma dentro do processo da Unidade e o tipo trabalho que desenvolvem. Foram capacitadas a assistencial, que presta um serviço direto ao paciente; e a multidisciplinar, composta por diferentes categorias profissionais: fisioterapia, nutrição e psicologia, dentre outras.

Objetivos

Judith Melo explicou que o prontuário do paciente é considerado como o documento único constituído de um conjunto de informações, sinais e imagens registradas, geradas a partir de fatos, acontecimentos e situações sobre a sua saúde e da assistência a ele prestada. “Este documento é de caráter legal, sigiloso e científico. Ele possibilita a comunicação entre membros da equipe multiprofissional e a continuidade da assistência prestada ao indivíduo”, disse.

A consultora ressaltou ainda que a Meta 2 da OMS trata da segurança do paciente e da comunicação efetiva. Neste sentido, o prontuário é um dos instrumentos para uma assistência segura e depende de uma comunicação eficaz entre os profissionais de saúde e entre setores de saúde. Isso garante de forma oportuna, completa e clara, a transmissão de informações que irão favorecer a continuidade do cuidado hospitalar.

“Haverá novas etapas. O treinamento faz parte do processo de garantia de uma assistência segura com foco no registro claro, preciso, conciso e esclarecedor”, diz.

Ajustar fonte