Você pode até não ter percebido, mas com certeza já se deparou com uma notícia falsa em alguma rede social. Conhecidas como fake news, essas são informações falsas compartilhadas como reais e que podem causar muitos danos. Segundo pesquisa do Instituto Reuters para o estudo do Jornalismo, 72% das pessoas usam as redes sociais como fonte de notícias. É aí que mora o perigo: a circulação de notícias aumentou muito e diversas pessoas têm compartilhado informações achando serem verdadeiras.

No caso da saúde, essa situação pode ser ainda mais complicada. Compartilhar uma fake news pode levar até a morte. Elas vão desde vacinas que matam, até disseminação de supostos tratamentos milagrosos para doenças graves. É essencial ter muita atenção para não disseminar esse tipo de notícia.

Saúde sem fake news

Para diminuir as incidências dessas informações equivocadas, o Ministério da Saúde criou um canal só para esclarecê-las. Conhecido como Saúde sem Fake News, agora é possível que o internauta tire suas dúvidas diretamente com profissionais capacitados. Esse canal é exclusivo para tirar dúvidas sobre boatos relacionados à saúde e não deve ser usado como serviço de atendimento. Para esse tipo de atividade, você pode discar 136, o Disque Saúde.

Para utilizá-lo é bem simples. Qualquer um pode adicionar o número (61) 99289-4640 e enviar mensagem pelo Whatsapp com um link, foto ou informação a ser averiguada. Com o envio da mensagem, o conteúdo é então investigado junto às áreas técnicas do órgão para responder se é ou não uma fake news. Além disso, todas as notícias verificadas poderão ser conferidas também no portal do Ministério da Saúde.

Ajustar fonte